COMPANHIA

Teatro do Mar

O Teatro do Mar surgiu em Sines, Portugal, a 8 de Março de 1986, fundado por Julieta Aurora Santos (sua Diretora Artística e Encenadora) e pelo já falecido Ator e Encenador Vladimir Franklin.

Os espetáculos refletem, na sua generalidade, essencialmente sobre temáticas cujo enfoque é o homem contemporâneo e a sua condição existencial face a uma ideia de progresso e a consequente transformação da sua identidade e das suas memórias afetivas e culturais.

Numa constante reflexão e exploração de novos territórios artísticos, a Companhia desenvolve um trabalho de investigação e criação particularmente vocacionados para o espaço público (teatro de rua). Investindo numa criação dramatúrgica própria – seja a partir de temáticas e/ou adaptação de obras literárias – e num trabalho multidisciplinar, cruza um teatro essencialmente físico com o circo, a dança, as formas animadas, a música original e as novas tecnologias do vídeo, na busca de um significado comum e global e da afirmação de uma linguagem de caráter universal, passível de ser entendida por qualquer tipo de públicos.

O Teatro do Mar já se apresentou em centenas de Festivais, com audiências de milhares de espectadores, em Portugal e em vários Festivais Internacionais de mais de uma dezena de países europeus e também no Brasil, tendo tido, muitas vezes, honras de abertura e encerramento dos mesmos.

Para além de levar os seus espetáculos um pouco por todo o país e estrangeiro, a Companhia assume um importante papel de agente cultural na sua cidade e região, sobretudo através de criações artísticas com a comunidade e do seu Serviço Educativo.

Em reconhecimento pelo trabalho desenvolvido, foi-lhe atribuída a Medalha de Mérito Cultural da Cidade de Sines, em 1999.

A sua Diretora Artística recebe, em 2001, o Prémio da Região Turismo da Costa Azul, pelos serviços culturais prestados à região e ao país.

Tem, desde a sua génese, um Protocolo anual com a Câmara Municipal de Sines e, desde 1999, o apoio regular da Direção Geral das Artes/Ministério da Cultura.