M.A.R.TE URBANA
POR VITOR SEROMENHO, EDUARDO CARDOSO, MARCO TAYLOR [PT]

27 SET | Ruas do centro histórico e Jardim das Descobertas

Vítor Seromenho – Fotografia.

É natural de Sines e assume desde cedo a sua paixão pela fotografia.

Utilizando as redes sociais como meio de exposição, tem explorado as várias vertentes da fotografia, em diversos contextos e ocasiões. Na M.A.R. leva para a rua os seus retratos a preto e branco, dedicado às gentes da terra. “Rostos de Sines” estará nas ruas a partir de dia 27, e até que o tempo as leve.

Eduardo CardosoMural.

1981. Artista plástico, músico e poeta. Vive e trabalha em Sines, Portugal.

Neste trabalho é explorada uma certa redução de elementos, mas sem ir por completo ao minimalismo. A obra tem como base o pensamento do budismo Zen e a sua expressão artística. Tal como na arte Zen, pretende-se captar de forma não controlada o subconsciente, como significado de “não tem forma, não tem nome, não tem tamanho, não tem aparecer ou desaparecer, não tem existência nem não-existência”.

Marco TaylorIlustrador.

Viveu nos últimos 25 anos no Alentejo. É autor do primeiro livro em pop-up português. Frequentou a Escola Secundária Artística António Arroio. Realiza exposições coletivas e individuais de pintura, escultura e ilustração desde 1995. Já editou livros como “Não, Este Livro Não tem Nome”, “A Árvore que Paria Meninos” e “Timóteo”.